De .Trabalho escravo p.multinacionais lucra a 9 de Maio de 2013 às 16:14
Caros amigos,

Centenas de mulheres de Bangladesh morreram queimadas ou soterradas enquanto produziam *nossas* roupas! Dentro de alguns dias, as principais empresas de moda poderão assinar um pacto que poderá tanto ser um forte código de segurança ou um acordo fraco para “inglês ver”. Se um milhão de nós exigirmos que os presidentes da H&M e GAP assinem um acordo que salvará vidas, outros seguirão:

Todos nós vimos as horríveis imagens de centenas de mulheres inocentes queimadas ou soterradas até a morte nas fábricas que fazem nossas roupas. Nos próximos dias, temos a oportunidade de fazer com que as empresas do setor impeçam que isso aconteça outra vez.

Grandes marcas da moda são abastecidas por centenas de fábricas em Bangladesh. Duas marcas, incluindo Calvin Klein, assinaram um forte pacto de segurança contra incêndios. Outras, lideradas pelo Wal-Mart, estão tentando se esquivar da adesão a este pacto, propondo uma alternativa fraca que serviria apenas para lustrar a sua imagem. Entretanto, o recente desastre deu espaço para reuniões de emergência acontecerem e causaram uma pressão enorme pela assinatura deste acordo que pode salvar vidas.

As negociações terminam dentro de alguns dias. H&M e GAP estão mais suscetíveis a dar o primeiro passo para apoiar um acordo forte, e a melhor forma de pressioná-los é ir atrás de seus presidentes. Se um milhão de nós apelarmos diretamente a eles em uma petição, páginas do Facebook, tweets, e anúncios, seus amigos e familiares irão todos ouvir falar deles. Eles saberão que sua reputação e a de suas empresas estarão em jogo. As pessoas estão sendo forçadas a fazer *nossas* roupas em prédios absurdamente perigosos -- assine para torná-los seguros, e encaminhe este email para todos:

http://www.avaaz.org/po/crushed_to_make_our_clothes_loc/?bSmLncb&v=24866

O recente trágico colapso segue um padrão. Nos últimos anos, incêndios e outros desastres tiraram milhares de vidas e deixaram outros feridos demais para poderem trabalhar. O governo de Bangladesh faz vista grossa para as péssimas condições de trabalho, permitindo que os fornecedores reduzam os custos para fazer roupas a um ritmo e preço de acordo com a expectativa dos gigantes da moda mundial. As grandes marcas dizem que monitoram, mas os trabalhadores dizem que as empresas não são confiáveis para fazer suas próprias auditorias.

O acordo de segurança apoiado por trabalhadores dessa indústria exige inspeções independentes, relatórios públicos sobre as condições das fábricas fornecedoras, e reparos obrigatórios. O acordo seria válido inclusive ​​nos tribunais dos países de origem das empresas! Os detalhes de quais empresas compravam da fábrica que desabou há algumas semanas ainda não são conhecidos e não há nenhuma evidência de que H&M e Gap estavam entre elas. Mas trabalhadores morreram em outras fábricas fornecedoras H & M e GAP em Bangladesh e levá-los a bordo agora iria colocar uma enorme pressão sobre outras empresas a seguir.

As empresas estão decidindo o que fazer nesse momento. Vamos pedir aos presidentes da H&M e GAP para assumir a liderança na indústria comprometendo-se com o plano de segurança. Assine, e em seguida compartilhe esse email amplamente - quando chegarmos a 1 milhão de assinaturas, vamos publicar anúncios publicitários que os chefes dessas grandes marcas não poderão ignorar:

http://www.avaaz.org/po/crushed_to_make_our_clothes_loc/?bSmLncb&v=24866

Mais de uma vez os membros da Avaaz se uniram para lutar contra a ganância corporativa e apoiar os direitos humanos. No ano passado, nós ajudamos 100 trabalhadores indianos a voltar em segurança para casa quando uma empresa do Bahrein se recusou a deixá-los sair do país. Vamos agora ajudar a parar a corrida mortal no que diz respeito a segurança das fábricas e dos seus trabalhadores.

Com esperança e determinação
a equipe da Avaaz

PS - Muitas campanhas da Avaaz são iniciadas por membros da nossa comunidade! Comece a sua agora e vença sobre qualquer assunto - local, nacional ou global: http://www.avaaz.org/po/petition/start_a_petition/?bgMYedb&v=23917

Mais informações:
Desabamento em Bangladesh revela lado obscuro da indústria de roupas (BBC Bras


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres