De Houve um abuso do direito à greve a 19 de Junho de 2013 às 08:00
Miguel Sousa Tavares criticou duramente a greve realizada hoje pelos professores aos exames nacionais, durante o seu comentário semanal no Jornal da Noite da SIC.

"Não consigo dizer que sou a favor da greve dos professores. Acho que representa um abuso do direito à greve e não respeita o direito dos alunos ao ensino", considerou.

"Foi uma falta de respeito pelos alunos, pelas famílias e pelo sistema de ensino", acrescentou, ressalvando a "falta de brio profissional" dos professores que aderiram à greve.

No ensino privado não houve paralisação, algo que foi elogiado por Sousa Tavares. "O ensino público é uma lotaria, já nem exame nacional se sabe que há", criticou.

Miguel Sousa Tavares considerou também "uma desculpa perfeitamente inacreditável" as organizações sindicais acusarem o Governo de não remarcar os exames, quando a data dos mesmos já era conhecida quando foi anunciada a greve.

"Sigo a vida política há 30 anos e nunca vi os sindicatos a não hostilizarem um ministro da Educação", disse. "Percebo que sejam contra as medidas anunciadas mas tudo isto está previsto para toda a função pública".


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres