Renegociar já, defender o emprego, os contribuintes e a U.E.
Renegociar já, mas não como os credores querem      (-por Nuno Serra)
«Só a renegociação, acompanhada de uma moratória, e a reestruturação, com anulação de uma parte do valor da dívida, redução das taxas de juro e alongamento das maturidades, pode reduzir o peso dos juros na despesa pública, evitar o colapso da provisão pública de bens e serviços e libertar recursos para o investimento e a criação de emprego.
     Mas a reestruturação de que Portugal e a Grécia precisam não é a dos credores. Aos credores interessa aliviar o fardo para que o "animal" continue a ser capaz de puxar a carroça (juros/rendas, privatizações...). Aos povos grego e português interessa alijar a carga para caminhar em frente, sem condições impostas pelos credores.
     A renegociação tendente à reestruturação da dívida de que precisamos tem de ser conduzida em nome do interesse nacional, contra o interesse dos grandes credores e salvaguardando os pequenos aforradores. O Estado português tem de tomar a iniciativa e conduzir todo o processo.
     Mas o Governo português, o Presidente da República e a maioria dos deputados da Assembleia da República fingem não perceber. Estão sentados à espera que os credores mandem. Em contrapartida, cresce na sociedade a compreensão da necessidade de agir.»
     Do excelente artigo do José Castro Caldas no Público de hoje, cuja leitura na íntegra se recomenda vivamente.
     Encontra-se em curso a petição «Pobreza não paga a dívida: Renegociação já» (que permite subscrições online), um instrumento da maior relevância para exigir que a Assembleia da República se pronuncie pela abertura urgente de um processo de renegociação e pela criação de uma entidade que acompanhe a auditoria à dívida pública, com participação cidadã qualificada. A discussão desta petição permitirá, adicionalmente, confrontar a narrativa dominante sobre as origens da crise com as suas fraudes, falsidades e fracassos, que se tornam cada vez mais indisfarçáveis.
-----------

          Ulisses em Lisboa,   na próxima sexta-feira

     Dia 21 de Junho, sexta-feira, no Mercado da Ribeira, em Lisboa, duas conferências promovidas pelo Projecto Ulisses, com a presença de eurodeputados dos Verdes Europeus (entre os quais Rui Tavares, Daniel Cohn-Bendit e Rebecca Harms).
     Das 11h00 às 13h30, realiza-se a conferência «30 Anos de Integração Europeia», ... entre as 18h30 e as 21h00, uma discussão em torno do Projecto Ulisses, na sua proposta de «Salvar a Europa a partir do Sul», ...
     A entrada é livre e está assegurada a tradução e interpretação para português.
----------------------
                    E eu expliquei   que já as tinha pago a mais"  -     Cause - Rodriguez
-----------------

       No início … a palavra         (-por L. Gomes)

                         O desempregado com filhos

Disseram-lhe:    só te oferecemos emprego se te cortarmos a mão.
Ele estava desempregado há muito tempo; tinha filhos, aceitou.
Mais tarde foi despedido e de novo procurou emprego.
Disseram-lhe:    só te oferecemos emprego se te cortarmos a mão que te resta.
Ele estava desempregado há muito tempo; tinha filhos, aceitou.
Mais tarde foi despedido e de novo procurou emprego.
Disseram-lhe:    só te oferecemos emprego se te cortarmos a cabeça.
Ele estava desempregado há muito tempo; tinha filhos, aceitou.
            Gonçalo M. Tavares “O Senhor Brecht” (2004)  (- NÃO é este o caminho !  )

    Não estou desempregada, não tenho filhos. Mantenho as duas mãos e a cabeça, hoje um pouco mais levantada ao integrar a brigada revolucionária que compõe blogues como este, que se manifesta e participa activamente na Cidadania.

    Entre as diferenças, juntar-se-ão as nossas mãos tantas vezes às causas que nos são comuns.

    Entre as letras, talvez mais e mais se vão juntado. Lendo o que não conseguem ler noutros sítios. Vendo o que não podem ver noutros locais. Relatos na primeira pessoa ou opiniões sobre tudo e mais um par de botas.    Mas para já, e para dar o pontapé de saída, duas palavras apenas, porque a maioria de nós, todos os dias, vai perdendo, porque lhas roubam violentamente, partes de si e dos seus antepassados.

          Dia  27. julho.2013 :   GREVE GERAL !     Lutemos pelos nossos direitos !     

 UGT + CGTP + Independentes + pensionistas + precários +  desempregados + ... TODOS os trabalhadores, contribuintes e cidadãos deste País que é NOSSO.grevegeral_27jun 

 (*imagem de Rita Neves)

 



Publicado por Xa2 às 13:17 de 19.06.13 | link do post | comentar |

3 comentários:
De .Vitória só com União e Luta. a 19 de Junho de 2013 às 15:17
Idiossincrasia do Conselho
(-por Renato Teixeira , 19/6/2013, 5Dias)

No Brasil ou na Turquia a violência é sinal de descontentamento e fruto da desigualdade, cá é vandalismo e extravagância pequeno-burguesa.

No Brasil ou na Turquia a ocupação das praças é um sinal de cidadania, um grito de esperança contra o despotismo, cá a ocupação das praças é tida como um esoterismo.

Lá as greves gerais são expressão da aliança entre os jovens precários e os trabalhadores organizados, cá são uma maçada, um direito dispensável.

Lá canta-se e é lindo, cá até alguma esquerda acha evangélico.
Lá as pedras são compreensíveis, cá nem no movimento são toleradas.

Cá andamos tão fodidos como eles, mas substancialmente mais calados.
Cá vale o Benfica, os Santos e as bentas férias no Algarve, lá passou a valer tudo.

Se a equação não mudar lá podem vencer (várias capitais estaduais já anunciaram que vão baixar o preço dos transportes públicos) cá o mais que se consegue é festejar as derrotas.
-------------

Ça ira
(-por Joana Lopes )
["There is no escape" ou Não há fuga/escapada, só a União e a Luta.]

Nunca seremos milhões mas já somos muitos e a «blogar» é que nos entenderemos – mesmo que nem sempre. Por isso cá estou.

Com a Turquia a arder,
o Brasil a acordar de um sonho tão lindo como o Rio de Janeiro mas que se tornou pesadelo,
numa Europa exaurida e sem rumo,
aqui neste canto ainda bem marcado por quatro décadas salazarentas
e outras tantas de uma democracia mal assimilada,
todos somos poucos, bem firmes do mesmo lado da barricada,
na diversidade e sem consensos parolos que a nada levam e que só adiam problemas.

Ça ira. Um dia, ça ira.
[ ''assalto a Versailles/ palácio real'', com Edith Piaf «Le ça ira-1953» ]




De .'Democracia em falta'. a 19 de Junho de 2013 às 15:32
Da Verdade em Democracia

«Se não há comida quando se tem fome;

Se não há medicamentos quando se está enfermo;

Se há ignorância e não se respeitam os direitos elementares das pessoas

A democracia é uma casca vazia, ainda que os cidadãos votem e tenham Parlamento.»
- Nelson Mandela


De . 'democracia' e Gandhi. a 19 de Junho de 2013 às 15:40
Da Grécia à Morte da Democracia Europeia ! ?.

... é só mais um passo... porque, por mais argumentos que apresentem sobre gastos e despesismo,
um Estado de Direito, democrático, não ousaria eliminar um organismo público cuja missão é informar e dar voz à liberdade de expressão
- nomeadamente, por considerar que o facto poderia por em causa os princípios democráticos da liberdade e da igualdade!...

Pelo contrário, esforçar-se-ia para manter, pelo menos!, os símbolos dos valores em que assentam os pilares das sociedades
que, a custo de sangue, suor e lágrimas, o século XX construiu...
por muitos condicionalismos que isso implique e por muito aquém que a realidade sempre fique do desejável!...
fica assim claro e assumido:
a austeridade é, inquestionavelmente, até do ponto de vista simbólico!, inimiga da democracia!...

resta-nos a evocação do pensar de Mahatma Gandhi:
"Nunca percas a fé na humanidade, porque ela é como um oceano...
só por nele existirem algumas gotas de água suja, não significa que esteja completamente sujo.”

(-por Ana Paula Fitas, 12/6/2013)


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO