22 comentários:
De Jesús Rodriguez Ruiz a 25 de Junho de 2013 às 15:32
Cambio de sementes, recuperación de usos tradicionales de plantas, construcción de canal de agua, elaboración de bancales,...
Durante los 3 meses que residí en Lisboa, tuve la suerte de conocer el verdadero corazón verde de la ciudad: Horta do monte. En medio de un barrio multicultural nace una ventana de aire limpio que rompe con el asfalto, donde personas de todas las edades, y nacionalidades se encuentran entorno al cultivo de vegetales de manera respetuosa con el medio ambiente. Se encuentran para recuperar conocimientos tradicionales, para descubrir otros nuevos, para retomar un pedazo de humanidad, para hablarse y mirarse, se encuentra para sentirse parte natural de la vida. La experiencia me sirvió para conocer un proyecto real de huerto urbano autogestionado, un ejemplo único de participación ciudadana, de integración entorno a la permacultura, para intercambiar semillas autóctonas para su conservación, y descubrir la importancia de comer lo que nosotras mismas cultivamos. El tiempo pasado na Horta, me ha confirmado que mi camino vital debe ir de la mano de la agricultura.



De Laura a 25 de Junho de 2013 às 15:30
Horta do Monte me ha ayudado a integrarme en Lisboa, es un proyecto muy interesante donde estoy aprendiendo muchas cosas sobre agricultura biológica, gestión del agua y plantas medicinales. Además me da la oportunidad de conocer gente con un estilo de vida sano y participar en actividades enriquecedoras.
Obrigada Horta do Monte!


De Melanie Ortiz Ballesteros a 25 de Junho de 2013 às 15:29
"O meu nome é Melanie e sou de Barcelona. Descobri a Horta no ano passado quando estive a fazer um estágio em Cascais. Para mim a Horta significou não somente aprender mais coisas sobre horticultura senão também poder descobrir realmente a cidade e as pessoas que a criam, foi uma forma muito interessante e linda de fazer-me um lugar numa cidade desconhecida. Foi companheirismo, amizade e conhecimento"


De Magali De Cuendias a 25 de Junho de 2013 às 15:28
tenho 36 anos, sou francesa e vivo em Lisboa desde quase 4 anos onde trabalho como professora. Conheci a Horta do Monte em 2009 e tive a oportunidade de aprender muitas informacoes sobre as culturas, plantas, e ervas aromaticas, temporadas, dicas, etc., alem de juntar-me com um grupo super activo cuja dinamica comunitaria e integrativa nos permitiu partilhar tantos com residentes de ca como estrangeiros sobre imensas tematicas. Gostei muito de ter podido participar neste projeto humano fantastico.


De Paulo Bicudo a 25 de Junho de 2013 às 15:28
Sou natural da ilha do Faial (Açores) Estudei durante 3 anos em Lisboa e naturalmente que progressivamente fui conhecendo-a e percurrendo-a. No entanto ao fim de três anos nunca pensei encontrar um lugar tão agradável e carregado de simbolismos quanto a horta do monte. É uma horta (rara) e um mirante extraordinário, de onde se pode observar o Castelo, a ponte 25 de abril e a estátua do Cristo. Merece ser preservado pela sua unicidade.
Parece-me urgente que se compreenda os benefícios incalculáveis que esta horta pode fornecer tanto aos cidadãos residentes de uma cidade como Lisboa, como para os Turistas que poderão usufruir de um espaço de descanso e contemplação. Seguindo as passadas já dadas por quem contribuí para o projecto, estarão a ir num bom caminho para estes objectivos supracitados.
(Parece-me que bastaria porem recursos ao dispôr da organização e estariam a desempenhar valorosa política.)


De Ana Rita Dias Cavaleiro a 25 de Junho de 2013 às 15:27
A Horta do Monte é um projecto comunitário que só traz benefícios em termos de sustentabilidade e maior sentimento de comunidade entre os participantes e a área envolvente. Para além disto aumenta a consciencialização para a necessidade de aproveitar melhor os espaços e cuidar do NOSSO planeta.


De João Tomaz a 25 de Junho de 2013 às 15:26
A Horta do monte ajudou-me a reencontrar um hobby lúdico e relaxante a proporcionar o contacto com a natureza e poder mostrar ao meu filho de 2 anos pela primeira vez uma grande variedade de plantas e animais.
(Designer de interiores)


De Isabel Mestre a 25 de Junho de 2013 às 15:25
Para mim a Horta do Monte tem sido muito importante pois permite aprender noções básicas de agricultura sem a utilização de pesticidas ou adubos.
Considero que é muito importante para o bairro pois une as pessoas por um objectivo comum e tem também um factor educativo importante para as gerações mais jovens.
(moradora na Graça)


De ANGELA GALLUS a 25 de Junho de 2013 às 15:23
Chamo-me Angela, sou italiana e moro em Lisboa ha' 6 anos... cheguei de Barcelona direta para Mouraria. Ao principio foi um choque, a Mouraria de ha' 6 anos nao era o que è agora, em completa trasformaçao. Um dia passando pela rua Damasceno Monteiro para ir a fazer compras na Graça como habito vejo rapazes trabalhar naquel espaço que ante era simplemente uma lixeira horrivel e um bocadinho insecura. Fiquei logo impressionada pela ideia de pensar costruir, crear um espaço que fosse um logo de vida, de nascimento e de encontro. Acho que a Horta urbana deveria continuar como exemplo de compromisso e de partilha de espaço hurbano.
(Professora de Italiano)


De Juan Vivanco a 25 de Junho de 2013 às 15:22
A Horta do Monte é para mim um lugar de invenção e encontro com pessoas com iniciativa e sem interesses políticos mesquinhos, das quais aprendi muito e esperava continuar a aprender. Também me dá a oportunidade de conhecer pessoas com um estilo de vida saudável e participar em actividades enriquecedoras.
(morador na Graça)


Comentar post