1 comentário:
De .Diplomacia ao fundo ! a 10 de Julho de 2013 às 11:40
Porquê?
(-por Vital Moreira , CausaNossa, 9/7/2013)

«Avião de Morales: Portas avisou «atempadamente» a Bolívia que recusava aterragem».

O problema consiste justamene em saber por que é que o Governo português recusou a aterragem técnica a um avião presidencial estrangeiro só por suspeitas, obviamente infundadas, de que o avião poderia incluir como passageiro o cidadão norte-americano que denunciou a deslealdade das escutas norte-americanas às comunicações oficiais europeias.

E mesmo que fosse verdade, qual era o problema em o avião aterrar, desde que o tal imaginário passageiro clandestino (não) pudesse desembarcar?
Ou será que a nossa dependência em relação aos Estados Unidos é tão acrítica que nos leva a considerar como réprobos os cidãdãos norte-americanos que ousam denunciar os excessos dos serviços secretos dos Estados Unidos?

Valeu a pena pôr em causa de modo tão fútil todo o investimento nacional dos últimos anos em cultivar as relações com a América Latina?
Francamente, não havia necessidade!
O excesso de zelo seguidista mata.


Comentar post