De Bangsters Burlões, BPN Banif BIC BES ... a 17 de Julho de 2013 às 15:56

Outra vez o tal banco, outra vez o tal arco, outra vez os tais negócios

Há apenas dois dias eram 100 milhões, hoje já se fala em 816 milhões. As responsabilidades do Estado decorrentes da execução do contrato celebrado com o BIC para a venda do tal banco que, apesar de nos ter custado 9 mil milhões , os seus activos foram mantidos nas mãos dos antigos donos, o tal banco que foi avaliado em segredo por 101 milhões e acabou vendido com um desconto superior a 60% por 40 milhões ao tal consórcio detido, entre outros, pela mulher que se tornou a mais rica de África a roubar o seu povo e pelo homem que se tornou o mais rico de Portugal graças a uma venda de parte da GALP a preços de amigo pelo Governo Sócrates, o tal banco que esteve para ser vendido a crédito sem juros mas a Comissão Europeia não deixou, o tal banco que acabou por ser comprado com o capital do próprio banco, esse mesmo, o contrato de venda foi tão bem feito que o que o Estado ainda ficou a dever ao tal consórcio apesar deste ter ficado com o BPN pode chegar até aos 816 milhões de euros. O valor consta de um relatório da Roland Berger pedido pela tal ministra das Finanças dos SWAPs, Maria Luís Albuquerque, na altura, secretária de Estado do Tesouro e Finanças e que tinha responsabilidades na condução da privatização do BPN.

----------------------

Quem diria ?
(http://opaisdoburro.blogspot.pt/ 16/7/2013 )

O encontro entre o BE e o PS, no Largo do Rato, em Lisboa, durou pouco mais de uma hora.
E à saída da reunião, o PS emitiu um comunicado no qual clarifica que o partido não estará em processos de diálogo paralelos.
Para já, os socialistas continuam sentados à mesa com o PSD e o CDS. E então, por que diabo aceitaram conversar com o Bloco? Resposta óbvia: para darem ares de dialogantes.
Resposta ainda mais óbvia: porque estão prestes a chegar a acordo com os dois sócios do memorando.
O Bloco fez o que lhe competia.
O PS prefere aliar-se à direita. Nada a fazer com este PS.
Daquela mítica ala esquerda do PS, nem sinais.
Se não aparecer em cena agora, é porque não passava de mais uma fábula.
A esquerda já não mora ali há muitíssimo tempo.


De noticias de 17/7/2013 a 17 de Julho de 2013 às 17:06
----Portas adjudicou 344 milhões já demitido: negócio dos Pandur em governo de gestão; despacho com o nome do vencedor no concurso de blindados assinado depois de Sampaio demitir o Executivo - CM.

---- BdP agrava previsões para 2014. - JN

----PS continua a dizer não aos cortes: cortes na despesa do Estado estão no centro das negociações.
BPN: contrato do Estado com o BIC poderá implicar uma fatura de 816 milhões de euros.
Diretora-geral do Tesouro e Finanças sai por não ter sido nomeada secretária de Estado do Tesouro.
Pressão no Governo para travar tetos para os reguladores. -Público

---Previsões do Banco de Portugal: nova austeridade faz desaparecer crescimento em 2014; diretor do Mecanismo de Estabilidade Europeu admite segundo resgate.
Manuel Alegre ao i: "Seguro prometeu-me que o PS não fazia cedências". - i

--- Gregos conseguiram negociar com a "troika" corte no IVA da restauração, baixando de 23% para 13%.- o que muitos reclamam para Portugal - e criou um novo imposto sobre bens de luxo.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres