De NÃO à Privatização a 27 de Julho de 2013 às 19:37
Vender os CTT:
A ideia de Sócrates que o PSD adorou

Posted on Julho 25, 2013 por Ivo Rafael Silva

No ano passado, os CTT deram ao Estado um lucro na ordem dos 50,7 milhões de euros. Tratou-se, apesar de tudo, de uma pequena descida dos lucros que a empresa vinha sucessivamente registando dado que, em 2011, o proveito havia sido de 55,8 milhões. Estamos, portanto, perante uma entidade altamente lucrativa, que presta um serviço público fundamental e insubstituível aos cidadãos e ao país. O plano Sócrates de privatização de empresas incluiu os Correios no rol. O governo PSD/CDS, evidentemente, adorou a ideia. Hoje mesmo, foi aprovada em Conselho de Ministros a espoliação de mais um serviço útil e lucrativo do Estado, que agora vai passar a dar lucro a privados e que vai ficar mais caro e mais inacessível aos cidadãos.

Esta privatização é mais uma medida que vai prejudicar directamente a vida das pessoas. Mais uma. Os encerramentos de postos e estações vão continuar. Os despedimentos de funcionários, na lógica “moderna” da “racionalização” que mais não é que sede de acumulação de um lucro maior e mais fácil, vão acentuar-se e agravar a crise social. Os idosos, reformados e pensionistas, vão ter de fazer dezenas e, nalguns casos, centenas de quilómetros – os que o puderem fazer – para levantar a “sopa dos pobres” em que se tornou a sua miserável reforma ou pensão. Os serviços postais vão encarecer, aumentado o custo de vida das pessoas e das próprias empresas o que terá um impacto directo na economia. Esta medida, tal como muitas outras deste governo, não interessa ao povo português. Interessa, e muito, às sanguessugas que perseguem há vários anos este importante naco de carne tenra e que esteve, até hoje, nas mãos do estado.

Ou acabamos com isto e depressa, ou se os deixarmos, eles vão acabar com o que resta do país!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres