De Fora o cherne, os troikas e o desgoverno a 7 de Outubro de 2013 às 14:33
Querido cherne

«La gran noticia será precisamente la desaparición de José Manuel Durão Barroso al frente de la Comisión.

El político portugués pasará seguramente a la historia de la Unión como una calamidad para la institución que representó.
Bajo su mandato, la Comisión ha sido casi irrelevante desde el punto de vista político y la UE ha actuado de manera más intergubernamental que nunca, dominada sin reparos por Alemania.
Un fracaso sin paliativos, aunque probablemente su dócil actitud le reporte beneficios personales y termine encontrando acogida en algún otro organismo internacional.

Sim: bem nos "ajudou" / está a ajudar a entornar o caldo !
-----------
Barroso diz que está o “caldo entornado”, se Portugal não der continuidade às medidas de austeridade
(-por Idálio Revez 05/10/2013 )

Comissão Europeia prepara uma "missão para o crescimento" de ajuda a Portugal, mas os empresários queixam-se que a banca não financia.
...


De "Burrão" servente de Bangsters e... a 8 de Outubro de 2013 às 12:07
Caldo entornado
Durão Barroso trocou a liderança do Governo Português de tanga por um alto cargo de libré em Bruxelas.

Vantagem para ele que, para além de ganhar acima das posses de qualquer outro português funcionário público, político ou amancebado, consegue manter-se no poleiro dourado e cantar de galo no Algarve quando sente necessidade de treinar português.

Barroso esquece que a União Europeia é um conjunto e países soberanos e não de estados federados.

Seria saudável, para nós e para ele, que essa condição não fosse esquecida, não vá o caldo (de capão ou de cherne) galgar as bordas do tacho por excesso de calor.

LNT [0.360/2013] 7/10/2013


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres