O acordo da Autoeuropa e o PCP

Os trabalhadores da Autoeuropa demonstraram, no passado mês de Outubro, que querem defender os seus empregos e garantir o seu futuro por muitos mais anos. O Presidente da marca VW, em carta enviada no passado dia 24 de Outubro, reconhece que a empresa tem agora os mecanismos que solicitava para a vinda de novos produtos, nomeadamente o sucessor do actual MPV, podendo com isto garantir não só os actuais postos de trabalho como criar cerca de 3 mil novos empregos, entre o parque industrial e a Autoeuropa.

Mas, e apesar disto, veio o PCP distribuir para a porta da empresa um pasquim denominado "O Faísca", de uma pseudo-célula de empresa (pseudo, porque quem distribui o dito pasquim são reformados, funcionários e pré-reformados do aparelho), onde numa página A4 ataca o acordo, mostrando a sua faceta de pseudo defensores dos trabalhadores, esquecendo-se que os desempregados também são trabalhadores, para os quais é urgente e necessário arranjar emprego (a este respeito não fazem uma única referência), e foi aí que os jovens trabalhadores da Autoeuropa mostraram a sua solidariedade de classe, ao aprovarem o acordo que permitirá (já está a permitir) a criação de emprego na empresa, no parque, enfim, no País.

A prática do PCP todos conhecemos: é a do quanto pior melhor, tal como o provam as propostas do seu homem de mão (membro do Comité Central) na CT durante as negociações:  deixar andar...não responder ás propostas da empresa... dar demagogia a metro... deixar que tirassem o subsídio de turno aos trabalhadores, e depois lá estava ele para os ajudar e mobilizar.... Ideias e contributos para as negociações, zero. Depois, também mostrou o respeito que tem pelas decisões democráticas, ao recusar assinar o acordo, para o qual a maioria dos trabalhadores mandatou a CT.

Mas a aposta do PC é ganhar a futura CT, tal como referem no dito pasquim, para a transformar num "baluarte da luta de classes no distrito". Mas os trabalhadores ainda não esqueceram os 7 meses em que estiveram em maioria nesta CT, (Março a Outubro de 1999), (veja-se o Avante nº 1322 de 1 de Abril de 1999), depois de promessas de conseguirem este mundo e o outro, fizeram um pré-acordo aumentando de 96 para 120 horas a flexibilidade horária, trabalho ao sábado a troco de 30€, na altura 6000 escudos, e tiveram a lata de ir a Plenário defender tais propostas, como as melhores de sempre. Felizmente os trabalhadores levantaram-se em uníssono e exigiram a imediata demissão de tal maioria e consequentemente da CT.

Se um dia vierem a ter de novo maioria na CT desta empresa, uma coisa é certa: o objectivo será sempre fazerem parte do problema e nunca da solução, com as consequências que conhecemos, noutros espaços e noutros lugares.

[António Chora, Esquerda Net]


MARCADORES: , ,

Publicado por JL às 00:03 de 18.07.09 | link do post | comentar |

1 comentário:
De A terra qurimada do PC a 18 de Julho de 2009 às 22:56
Já aqui se havia aludido a essa situação em post intitulado «Um “guardanapo” para o PCP se limpar».

O PCP, na sua ortodoxia mais retrograda , parece não ter evoluído além do tempo da clandestinidade, continuando o mesmo raciocínio do tempo do fascismo do "quanto pior melhor.

Hoje em dia e apesar de todos os defeitos da democracia, democracia algo doente é certo, mas democracia, onde os trabalhadores podem protestar e escolher o mal menor...

O PCP pouco aprendeu.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO