De Líder PS calado vai ser melhor ? Nãa. a 29 de Junho de 2015 às 16:30

O calado vai ser o melhor?

(26 Junho 2015 às 17:36 por Valupi , Aspirina B, http://aspirinab.com/valupi/o-calado-vai-ser-o-melhor/ )

Comentando na SIC Notícias a entrevista de António Costa, Eduardo Paz Ferreira verbalizou a sua surpresa, a qual cobria uma tristeza ou indignação, por não ter visto o actual secretário-geral do PS a defender a obra dos Governos de Sócrates, especialmente no campo social e da reforma do Estado. Outros comentadores assinalaram a falta de críticas ao desgoverno e a pose sem pathos.

Costa não esconde a sua estratégia, a qual está definida desde há muito.
--Quer dizer à classe média que com ele haverá recuperação do poder de compra, ou mais recuperação do que com a actual maioria governativa. E pronto.
--O resto é um exercício de atenção aos obstáculos no passeio. O passado já passou, não se fala mais nisso. Assunto encerrado.
--Sócrates tem de ficar onde está, nas mãos da Justiça pelo tempo que a Justiça quiser e como quiser. Assunto encerrado.
--A Grécia não depende de nós e nós dependemos da Europa. Assunto encerrado.
--Os ataques a Passos e Portas devem sem comedidos, suaves, como quem não quer a coisa e, de preferência, em voz baixa. Isto porque, como Costa vem repetindo, há que terminar com a acrimónia que tem marcado os últimos anos. Assunto encerrado.

A seu favor a possibilidade de estar certíssimo.
O facto de as sondagens estarem a mostrar precisamente o contrário não é significativo, pois tal estratégia poderá provar a sua eficácia em cima da votação.
Também conta para a aparente sensatez das suas opções a extrema complexidade dos casos Sócrates e Grécia, sendo de imaculada lógica o preceito de esperar para ver.
Pelo que o PS, na prática, está a fazer uma campanha onde tenta arriscar o mínimo possível.

Quem cala consente.
--Por exemplo, o Pedro não se cala mesmo quando as suas mentiras estão documentadas e fazem bicha.
O efeito é o de parecer que não consente, e isso para o seu eleitorado surge como um ganho moral.
--Costa, imitando Seguro embora estando nos seus antípodas éticos, cala-se a respeito do legado socialista inclusive de um Governo a que pertenceu.
-- Cala-se a respeito da interpretação das causas da crise que conduziu ao resgate.
-- Cala-se a respeito do estado da Justiça.
--Cala-se a respeito da traição que Pedro&Paulo fizeram quando chumbaram o PEC IV e depois quando mentiram de forma radical e absoluta na campanha eleitoral.
Resultado:
Costa consente que o PS seja tratado como o bombo da festa,
da festa da direita mais decadente que já apareceu a governar Portugal em democracia.

Boa sorte. (Pasok tuga)


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres