Fraudes e Abusos, das fornecedoras de serviços e de desconhecidos

Vergonhoso! EDP e Galp: ABUSOS na luz e no gás natural  (Portugal Glorioso, 26/4/2015)

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos detectou abusos das empresas fornecedoras de gás natural e electricidade, que poderão valer multas pesadas. Entre as irregularidades, contam-se falhas de informação da Galp e da EDP sobre a tarifa social, e a desvalorização generalizada das leituras de consumos...
 ----Exmos Srs Presidentes executivos da Galp e da REN, Eng. Ferreira de Oliveira e Dr. Rui Vilar:
    Peço-vos encarecidamente que divulguem, o mais rapidamente possível, os pareceres jurídicos que vos levam a não pagar a contribuição extraordinária sobre o sector energético de 2014.
    Será um grande favor, um verdadeiro serviço público, que farão a todos os contribuintes portugueses.
    Os juristas que trabalharam para as vossas empresas, pagos a preço de ouro, são, certamente, grandes especialistas. Tão bons especialistas que conseguem arranjar argumentos para não cumprir uma lei da República, a Lei do Orçamento do Estado de 2014, onde o imposto extraordinário está previsto.
    Por favor, divulguem esses pareceres para todos nós, contribuintes portugueses, podermos deixar de pagar a sobretaxa de IRS ao Estado. Sabem, é que os contribuintes normais não têm possibilidade de pagar estudos desses. E certamente que os argumentos invocados para não pagar a sobretaxa de IRC, são certamente utilizáveis para nós não pagarmos a sobretaxa de IRS. Basta copiá-los.
    E sabem, cada um de nós até tem muito mais autoridade moral para utilizar esses pareceres e não pagar a sobretaxa de IRS do que as vossas empresas. É que, quando nós instalamos um pequeno negócio, não temos à partida uma rentabilidade garantida dos capitais investidos como a REN tem garantida por lei; e não temos a possibilidade de andar anos a fio a vender gás natural nos mercados internacionais e encaixar 500 milhões de euros de mais valias, por os contratos de abastecimento terem condições vantajosas, enquanto os consumidores portugueses continuam a pagar o gás nas suas casas a preço de ouro, como fez a Galp Energia.
    De facto, a crise quando nasce não é para todos.
 A pouca vergonha e a falta de decência chegaram a um nível inimaginável no meu País.
 E têm carimbo de eficiência dado pelos melhores advogados portugueses. 
      JOSÉ GOMES FERREIRA na SICN
------F.C.:  ... se não damos a leitura roubam-nos até á pele, se damos a leitura no prazo não lhe ligam nenhuma e registam estimativa para roubarem, porque apesar de dizerem que é rectificado na factura posterior não é totalmente verdade, visto cobrarem um valor e devolverem outro, pois as taxas (variáveis e absurdos) e iva(s) não são devolvidos e o que se consome não é um valor assim tão significativo como pude comprovar quando me aconteceu.    Uma vez a EDP, apesar de ter enviado a leitura dentro do prazo, decidiram (EDP) ignorar a leitura por mim dada e registaram na minha factura uma leitura estimada de tal foma elevada que no dia em que recebi a factura para pagar ainda o meu contador não apresentava esses valores.   Os que apresentava, eram muito aquém do que os que me cobravam.   Apesar de reclamar de várias formas, desde o livro de reclamações inclusive através da defesa do consumidor.    A reclamação resolveu-se 3 meses depois. Apesar de ter pago a dita factura (faltavam poucos centimos para os 190 euros!!) por ter sido obrigada a tal e ainda me disseram que tinha uma factura em divida, factura essa que de quase 3 euros que tinha sido emitida e ainda não tinha chegado ás minhas mãos.!!
------ Fraude com Dados Pessoais e  a NOS - telefone, tv e net
 
Como se pode ver nesta notícia, o caso da Rita não é caso único.   Numa altura em que damos o nosso nº de contribuinte até para comprar uma caixa de fósforos, é importante estarmos atentos a estas fraudes.   Mais importante ainda é que as empresas afectadas não façam bullying com as vítimas, numa tentativa de lhes cobrar valores indevidos.
Leituras relacionadas:  Sou  vítima  de  fraude   e   A  NOS  desistiu.  
------------- Fraudes  com o   NIB  e o  Débito  Directo  bancário
 24/3/2015     - Sabia que o seu NIB (nº de identificação bancário) pode ser usado para pagar contas de outros? com recurso ao débito direto.       Antes, as autorizações para débito directo, eram confirmadas pelos bancos. Mas ...agora podem-me roubar sem eu me aperceber de nada e depois tenho que provar que não dei o meu NIB para pagar débitos directos de contas de outros?
    Brincamos?     Então, e se nas diferentes entidades e organismos a quem autorizei débitos directos, houver funcionários que queiram utilizá-lo em proveito próprio ou de amigos, eu fico ‘agarrado’?
      24/3/2015.   Preste atenção ao seu extrato bancário. A Rádio Renascença dá voz, esta terça-feira, a uma portuguesa que percebeu estar a pagar, indevidamente, contas de alguém que usou o seu número de identificação bancária para autorizar um débito direto.
A situação é mais recorrente do que se possa pensar, especialmente depois de harmonização bancária na União Europeia ter retirado responsabilidades aos bancos. Desde agosto do ano passado que os acordos são celebrados exclusivamente entre o fornecer do serviço e o cliente, sem interferência da entidade bancária.
   “Havia três movimentos, que somam praticamente 100 euros, que não estavam identificados com nenhuma transação que nós tivéssemos feito nem com nenhuma autorização de débito. Era um senhor de Cascais, que tinha dado o nosso NIB para fazer o débito direto do serviço que ele estava a usufruir da MEO”, contou à Renascença Margarida Henriques, que gere uma associação desportiva.
    “Qualquer pessoa chega à internet, tira um NIB, põe aquele NIB como seu e a entidade credora não tem nada que ateste que aquele NIB é da pessoa. A partir daqui, tudo pode acontecer”, lamentou.
   A jurista da Deco Carla Varela explicou que o uso abusivo dos dados de outra pessoa consubstancia um ilícito criminal e deixou alguns conselhos.   Em primeiro lugar, é importante que dê os seus dados ao menor número de pessoas possível, como forma de prevenção. Caso detete alguma irregularidade, cancele imediatamente a ordem de débito direto (pode fazê-lo no multibanco) e denuncie a sua situação à entidade bancária e ao Banco de Portugal.


Publicado por Xa2 às 07:47 de 17.05.15 | link do post | comentar |

6 comentários:
De Mudar Morada: riscos e dificuldades. a 8 de Junho de 2015 às 09:53
Novo Banco, problemas velhos ...
... ...
...
Entreguei os papeis pessoalmente, vi o gestor de conta processá-los, mas reparei esta semana que nas PDFs do meu extracto bancário ainda tenho a morada de duas casas atrás. (Tentei mudar a casa de Memphis, não deu, e entretanto mudei de casa outra vez.)
Eu não percebo muito bem o conceito de gestão de risco das autoridades europeias.
Eu entendo que alguém tentar mudar a morada da minha conta bancária é um perigo, mas eu tentar mudar e dificultarem-me o processo de forma a que eu não possa implementar a mudança também dá aso a perigos.
Ter um desconhecido a receber a minha informação bancária não é propriamente a coisa mais segura ou recomendável.

Sabem como é que eu mudo a morada no meu banco nos EUA?
Envio um email ao banco a pedir para me mudarem a morada para a minha nova residência,
eles telefonam para o meu telemóvel a confirmar e
pedem uma SENHA que eu lhes dei para me identificar quando abri a conta
e lhes dei autorização para tratar de coisas pelo telefone,
mudam a morada, e depois enviam duas cartas:
uma para a morada velha e outra para a nova a dizer que a morada foi mudada.

Como os correios têm instruções para re-enviar todo o meu correio da morada antiga para a morada nova,
ambas as cartas são entregues na morada nova.
Se alguém tivesse tentado mudar a minha morada por malícia, teriam várias dificuldades:
não saberiam a senha de confirmação pelo telefone;
mas, mesmo que soubessem, a carta não seria re-enviada da residência antiga para a nova e eu seria avisada do problema.
... ...


De Fraude nºContrib, e mau serviço TeleComs a 25 de Maio de 2015 às 12:26
----- A Rita do Texas num conto de Kafka com a NOS

Como se pode ver nesta notícia, o caso da Rita não é caso único.
Numa altura em que damos o nosso nº de CONTRIBUINTE
até para comprar uma caixa de fósforos, é importante estarmos atentos a estas FRAUDES. Mais importante ainda é que as empresas afectadas não façam bullying com as VÍTIMAS, numa tentativa de lhes COBRAR valores indevidos.

Leituras relacionadas: Sou vítima de fraude e A NOS desistiu
--
http://destrezadasduvidas.blogspot.pt/2015/05/sou-vitima-de-fraude.html
-- http://destrezadasduvidas.blogspot.pt/2015/05/a-nos-desistiu.html

Publicada por Luís Aguiar-Conraria , http://destrezadasduvidas.blogspot.pt/ 24/5/2015
------------------
----Manu:
Cuidado Rita, eles não são de fiar , há anos eu parti a loiça toda, a Joana Buco retirou a queixa do tribunal de injunção, e agora passados anos mais de 5 , voltaram à carga, e estou com uma soma de dinheiro considerável cativo na minha conta bancária . Já tenho advogado, disse-lhes que teria muito prazer em ver a tal Joana esmagada e eles desligaram-me o telefone na cara, mas eu tenho os nomes :D. Guarde tudo o que tem , é só um aviso
---Rita I Carreira:
Obrigada! Sim, eu não confio neles. Mostraram que pensam estar acima da lei e não têm consideração nenhuma pelas pessoas. Não percebo como é que a Ordem dos Advogados tolera gente deste calibre. Afinal, o código deontológico é só para fazer vista, como de costume.


De Assédio de gr. empresas/ advogados. a 28 de Maio de 2015 às 09:32
A NOS continua a assediar-me...

Abri hoje o meu email e tinha correspondência do meu procurador em Portugal. A NOS enviou-me uma carta cheia de mentiras.
Reparem que me telefonaram, no dia 19 de Maio, a dizer que o caso estava resolvido e, alguns dias depois, confirmaram este facto a uma jornalista.
Mas como são incompetentes, esqueceram-se de tirar esta cartinha do molho da correspondência que enviam para assediar as pessoas.
A propósito, já vos disse que quando a NOS celebrou o "contrato" com a minha informação, o meu bilhete de identidade estava fora do prazo?
Pois é, não tinha validade. Viva a NOS, viva a incompetência!

Notem o nível de asco da correspondência! A carta diz que me deram oportunidades de eu pagar a prestações, o que aos olhos dos advogados da NOS, faz da NOS uma companhia adorável.
É pena que eu nunca tenha visto essa oferta; logo, mais uma coisa que faz da NOS uma companhia mentirosa.
Esta carta também me diz que, muito provavelmente, a NOS diz que investiga um caso, mas o modus operandi é nunca desistir de um caso por mérito
e seguir sempre a via do tribunal, sobrecarregando a justiça e passando o custo da sua incompetência para os contribuintes portugueses.

Eles decidiram desistir do meu caso porque eu fiz barulho nas redes sociais e o meu post foi partilhado por blogues como "O Insurgente".
Não teve nada a ver com o mérito dos meus argumentos.
Depois, como são estúpidos, esqueceram-se de tirar o meu nome da lista de vítimas e enviaram a carta.

Isto é uma clara violação da lei portuguesa, uma afronta à dignidade das pessoas, e uma péssima gestão de recursos.
Pensem nisso quando contemplarem comprar algo da NOS; pensem nisso quando quiserem investir na NOS.
Sabem o que eu quero? Eu quero que quando ouçam o nome NOS o associem a uma companhia mal gerida
que não terá problema nenhum em assediar-vos e perseguir-vos quando lhe der na real telha.

Mas nem tudo é mau, porque isto também é uma razão pela qual eu vou fazer queixa destes advogados
à Ordem dos Advogados e vou escrever à Ministra da Justiça a perguntar
por que razão os meus impostos estão a ser gastos para manter um sistema de justiça que serve uma companhia terrorista que gosta de perseguir cidadãos que obedecem à lei.

Caros governantes de Portugal, quando falam em competitividade, a que competição se referem?
É aquela em que as companhias competem entre si para ver quem trata pior as pessoas?
É para isto que nós vos pagamos salários?

Ó querido CEO da NOS, já sinto pena de si por ter empregados que contratam um escritório de advogados tão mau:
eles mentem, violam a lei, são mal-educados ao telefone.
Não faz mal, terei muito prazer em ser o vosso Quebra-NOS.
Querem luta? Encontraram a pessoa ideal! Bring it on...

carta de advogados 'da' NOS: [ «PENHORA E VENDA por falta de pagamento; processo ... ]

---------
Carlos Duarte, 26 de maio de 2015
LA-C,

Os gajos da NOS subcontratam a cobrança a um gabinete de advogados (devidamente avençado para o efeito) e a partir daí ligam à terra. Não sabem, nem querem saber. Mas quem diz NOS diz as outras grandes empresas (quase) todas.

A verdade é que enquanto pequenos lítigios de consumo entopem tribunais, coisas bem mais graves (como empresas que ganham a vida a viver à custa dos fornecedores) continuam alegremente a prosseguir, com o Estado à frente.

Luís Lavoura,

O tipo de contrato adequado é o existente; Vc. paga o serviço APÓS a sua prestação. O que deveria ou poderia existir era a figura da caução. Quando assinasse um contrato, pagaria uma caução de 1-2 meses. Caso deixasse de pagar, a empresa recorria à caução e o contrato extinguia-se de forma natural.

O que poderia ser proibido (e aí concordo) seriam as fidelizações. Tal como acontece no mercado liberalizado de energia, os contratos deveriam ser obrigatoriamente mensais. E os clientes que comprassem box's, router's e afins (o aluguer poder-se-ia manter, porque a posse é da companhia).
-------
Eu resolvi o meu problema com a NOS através deste centro
http://www.centroarbitragemlisboa.pt/sections/inicio

E também ameaçaram com tudo e mais um par de botas. No fim ganhei por nunca ter desistido.


De Desculpas depois da publicidade negativa a 28 de Maio de 2015 às 09:48
A NOS pede desculpa...

Eu estou em Memphis, Houston está inundada, e uma das primeiras coisas que comecei a fazer quando acordei é análise de risco: sair hoje ou amanhã? Decidi sair amanhã. Depois, recebi a carta da NOS, senti asco, escrevi um post no Destreza, que publiquei às 8:29 de Memphis, e fui à minha vida porque é nestas alturas que eu sou mais produtiva. Nem me dei ao trabalho de contactar a NOS.
Às 10:14, recebo um telefonema do Contencioso da NOS a dizer que houve um lapso e enviaram uma carta que eu devo ignorar, não sabiam se eu a tinha recebido ou não.
Para me descansar, disponibilizaram-se a enviar-me um email a dizer que eu não devia nada.
Chegou um email às 11:37 de Memphis.
Suponho que lhes demorou mais de uma hora a enviar o email porque este não é dos enlatados, como o atum. Este foi escrito especificamente para mim!
Ora, digam lá que eu não sou uma miúda importante? Sai a minha foto no jornal, há e-mails escritos especialmente para mim, recebo telefonemas no outro lado do Atlântico a pedirem-me desculpa. Se o John Barry fosse vivo, estaria a escrever a banda sonora para este filme...

A vida seria tão, mas tão mais bela se TODOS os gatos pingados que tivessem problemas com a NOS, e outras companhias como a NOS, tivessem este tipo de tratamento que eu tive hoje, SEMPRE.
Mas não, porque para eu ter este tratamento, tive de armar banzé!
Reparem que eu até tenho a reputação de ser uma grande sonsa porque eu sou calada e não tenho grande afinidade para conflitos e manufactura de escabeche--no entanto, tenho muito talento para partir pratos, quando a situação o exige. Este foi o caso!

Eu ando a vender Portugal aos estrangeiros, a dizer que é um sítio porreiro para se visitar; os meus amigos holandeses, franceses, americanos, etc. querem que eu lhes mostre Portugal porque acham-me uma rapariga porreira, e confiam em mim e no meu gosto.
Ainda no final de Abril dizia eu a uma amiga americana que ela podia ir a Portugal passar um mês ou dois de vez em quando, dado que ela está prestes a reformar-se e seria uma experiência gira para ela.
Agora tenho medo que ela vá e lhe aconteça qualquer coisa.

O mínimo que eu exijo pelo meu esforço e pelo esforço de todos os que trabalham para que Portugal ande para a frente é que
as maçãs podres que existem em Portugal, como estas pessoas que trabalham para a NOS e entopem a justiça portuguesa, apodreçam de uma vez por todas e desapareçam--shoooo, vão à vida, ó maçãs podres, estamos fartos de vós, ó NOS...
Se estas pessoas não sabem construir, não ajudem a destruir o país.

Não custa nada tratar as pessoas com respeito e respeitar a lei da terra.
É isso o que é ser um bom cidadão.
Experimentem--até faz bem à pele e tudo!
---------------

---Nitro:
Cara Rita, sou uma das muitas pessoas vitimas de fraudes da NOS.
No entanto não estou nos USA, e felizmente a minha situação não é tão grave quanto a da Rita; não acredito portanto que chame a atenção do público como o seu caso conseguiu.
Irei armar confusão, mas também pretendo estar preparado no campo judicial.
Chegou a entrar em contacto com algum advogado para gerir o seu caso? Obrigado

---Rita:
Não contactei nenhum advogado. O meu caso foi muito rápido por causa da publicidade.
No entanto, como eu disse neste post, vale a pena FAZER QUEIXA deste escritório à Ordem dos Advogados e exigir que se faça uma investigação às suas PRÁTICAS ABUSIVAS.
Quanto mais pessoas se queixarem, mais pressão será posta no sistema para as coisas mudarem.
O Ministério da Justiça também tem de ouvir queixas porque estas EMPRESAS ENTOPEM a JUSTIÇA portuguesa e custam dinheiro aos contribuintes.
Somos um país com poucos recursos, não há lugar a desperdícios desta ordem.
Boa sorte com a NOS


De Fim do Aluguer de contadores a 19 de Maio de 2015 às 09:52
LEI Nº. 12/2008

Aluguer de contadores de água, luz e gás acaba dia 26 Maio de 2015

NÃO ESQUECER!

Aluguer de contadores de Água, luz e gás acaba dia 26 Maio de 2015

Os consumidores vão deixar de pagar os alugueres de contadores de água, luz ou gás a partir de 26 de Maio próximo.

Nesta data entra também em vigor a proibição de cobrança bimestral ou trimestral destes serviços, segundo um diploma que foi ontem publicado na edição do Diário da República.

A factura de todos aqueles serviços públicos vai ser obrigatoriamente enviada mensalmente, evitando o acumular de dois ou três meses de facturação, indica a Lei 12/2008, ontem publicada no boletim oficial e que altera um diploma de 1996 sobre os 'serviços públicos essenciais'.

A nova legislação passa a considerar o telefone fixo também como um serviço essencial e inclui igualmente nesta figura as comunicações móveis e via Internet, além do gás natural, serviços postais, gestão do lixo doméstico e recolha e tratamento dos esgotos.

O diploma põe fim à cobrança pelo aluguer dos contadores feita pelas empresas que fazem o abastecimento de água, gás e electricidade.

Também o prazo para a suspensão do fornecimento destes serviços, por falta de pagamento, passa a ser de dez dias após esse incumprimento , mais dois dias do que estava previsto no actual regime.

Outra mudança importante é o facto de o diploma abranger igualmente os prestadores privados daqueles serviços, classificando-os como serviço público, independentemente da natureza jurídica da entidade que o presta.

Numa reacção à publicação do diploma em causa, 'a Deco congratula-se com estas alterações, há muito reivindicadas', afirmou à agência Lusa Luís Pisco, jurista da associação de defesa do consumidor.

O diploma ontem publicado, para entrar em vigor a 26 de Maio, proíbe também a cobrança aos utentes de qualquer valor pela amortização ou inspecção periódica dos contadores, ou de 'qualquer outra taxa de efeito equivalente'.

Divulgar o mais possível...


De Preços Exorbitantes de Gás e Electricida a 11 de Junho de 2015 às 14:07
Gás e electricidade a preços exorbitantes
--------------------------------
Contador_electricidade

•Portugal teve, no ano passado, a segunda tarifa mais alta do gás para uso doméstico da União Europeia (10,4 euros por 100 kWh), e a maior subida de preços (11,4%), segundo um estudo do Eurostat, divulgado dia 27.

•De acordo com o gabinete oficial de estatísticas, o preço médio do gás na UE foi de 7,2 euros por 100 kWh, tendo a tarifa mais alta sido cobrada na Suécia (11,4 euros).

•Os impostos representam 23 por cento do preço do gás doméstico em Portugal, onde também o preço da electricidade está acima da média europeia.

•No segundo semestre do ano passado, os portugueses pagaram 27,4 euros por 100 kWh, ou seja, o sétimo valor mais elevado dos países da União Europeia, apenas superado pela Itália, Chipre, Espanha, Irlanda, Alemanha e Dinamarca.

•O peso dos impostos representa 42 por cento do preço da electricidade, o qual teve um agravamento de 4,7 por cento no ano passado.

-------tags: alemanha, avante!, blog, blogs, castendo, chipre, dinamarca, electricidade, espanha, estatísticas, eurostat, gás, gás natural, impostos, irlanda, itália, preços, suécia, união europeia

(-por António Vilarigues, 5/6/2015,http://ocastendo.blogs.sapo.pt/ )


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO