De + desgoverno do centrão e negociatas ... a 22 de Junho de 2015 às 15:47
Empresa pública dá festa de luxo que custou 130 mil euros
NÉLSON MORAIS
| Hoje às 00:40
O Conselho de Administração da empresa pública Infraestruturas de Portugal (IP), que resultou da fusão da REFER e da Estradas de Portugal e foi justificada pelo Governo com a necessidade de poupar dinheiro aos contribuintes, fez uma festa no Entroncamento, no passado dia 5, que terá custado, só em custos diretos, mais de 130 mil (no total do evento c. 300 mil ) euros ao erário público.

com cerca de 1300 participantes, foram servidos leitões, espetadas de fruta e vídeos promocionais. Nem faltou um humorista.
A festa foi anunciada em convites enviados aos 3800 funcionários que integravam as empresas públicas REFER - Rede Ferroviária Nacional e Estradas de Portugal, tendo em vista a "apresentação da marca da nova empresa Infraestruturas de Portugal".
Deslocaram-se ao novo Museu Nacional Ferroviário entre 1300 e 1500 pessoas, segundo as fontes do JN.

"A malta das chefias estava lá toda, para se mostrar",
comenta o presidente do conselho-geral do Sindicato Nacional dos Ferroviários (SINAFE). Gameiro Jorge é duro a falar do evento:

"Uma aberração, tendo em conta as penalizações que o Governo impôs aos trabalhadores".
----------

Programa "três pontos" da RTP: Pagamentos Milionários a comentadores políticos: 2 mil€/mês p. Melo/CDS, 4 mil/mês p. .../PSD, 6 mil/mês p. César/PS; ...

---- Afinal, o roubo do subsídio de férias aos funcionários públicos não foi para toda a gente:
quase 1500 nomeados (boys assessores, especialistas, dirigentes, ...) pelo Governo tiveram direito a recebê-lo.
O número é dez vezes superior ao que tinha sido comunicado pelo gabinete de Passos Coelho.
-----

...


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres