De .Hasta siempre. a 28 de Novembro de 2016 às 14:52

--- atentoàs cenas says:

o único pecado de fidel foi o de ousar transformar um bordel cheio de “liberdades” num país à imagem do seu povo. um país vilipendiado e cercado por toda a espécie de bandalhos, mas com caráter
hasta siempre

----Pablo says:

O António a sua ignorância ou má fé é enorme, pois.:

Com um dólar, o cubano médio pode:

Pagar um mês de aluguel ou,

dois meses de eletricidade ou,

três meses de telefone ou,

comprar a quota de arroz de uma família de 4 pessoas, correspondente a mais de três meses ou,

assistir a 22 jogos de baseball de uma qualidade de grandes ligas ou,

comprar um litro de leite diariamente a seu filho menor de 7 anos durante quase três meses.

O custo médio mundial para uma licenciatura em medicina são 100000 dólares . Em Cuba È grátis . Some lá isso ao salário
O custo médio de um seguro de saúde total é cerca de 300 dollarsbpoe mes e por pessoa .mem Cuba é grátis o acesso à saúde . Some lá isso ao salário.

Não há pobreza em Cuba ao contrário de por exemplo nos usa onde neste momento estão cerva de 40 milhões de pessoas a stamp food cards.

---Fernando Martins says:

Quando diz “uma bala metida na nuca de alguém por um esbirro de Fidel Castro ou de Pinochet produziu seguramente o mesmo resultado, tirando a vida a alguém que pensava de forma diferente”, António de Almeida presume que os opositores de Pinochet se distinguiam dos de Fidel apenas por “pensarem de forma diferente”? Pinochet e Allende eram apenas pessoas que “pensavam de forma diferente”? As consequências das diferentes formas de pensar são irrelevantes para A. de Almeida, exceptuando a que resulta do impacto da bala na nuca?

----A.Silva says:
Viva Fidel e viva Cuba.

---Pablo says:

Sou de esquerda e contra apena de morte . Não defendo por isso as execuções feitas em Cuba. Ao contrário do que a direita diz as pessoas objecto das execuções não foram mortas porque pensavam de maneira diferente , mas porque conspiraram activamente contra a revolução cubana . Alguns ou mesmo a maioria , mercenarios pagos pela Cia . Uns durante a ditadura mataram , torturaram, prenderam democratas e revolucionários , outros invadiram Cuba , outros tentaram activamente durante anos matar os dirigentes revolucionários . Outros perpetraram ou tentaram actos terroristas contra Cuba Pena de morte não , mas prisão sim . E se quer saber acho que muito poucos .

“Fidel Castro foi um ditador, isso é inquestionável,”
Ora aqui está uma atitutude democrática

---------
---- Cuba
por António de Almeida

Fidel Castro foi um ditador, isso é inquestionável, não vou entrar na discussão se foi dos piores facínoras ou um pouco mais suave. Não existem ditaduras boas, uma bala metida na nuca de alguém por um esbirro de Fidel Castro ou de Pinochet, produziu seguramente o mesmo resultado, tirando a vida a alguém que pensava de forma diferente, mas também não festejo a morte seja de quem for, prefiro os ditadores apeados do poder em vida, se possível julgados pelos seus crimes, nada mais a dizer.
Visitei 2 vezes a ilha em 1997 e 2005, gosto de Cuba, aprecio a maneira de ser do povo cubano, os ritmos musicais, a salsa e rumba bem dançados por mulheres lindas, adoro a cor do mar azul-turquesa, as águas cálidas, bom clima, excelente peixe e marisco, beber água de coco na praia ou piscina durante o dia, à noite o mojito ou “cuba libre” são indispensáveis, na minha 1ª visita ainda desfrutei os “puros”, na 2ª havia um ano e meio que tinha deixado de fumar, o que mantenho até hoje, mas nunca estive tão perto da recaída como na noite em que me ofereceram um no Tropicana. Cuba oferece ainda paisagens naturais de excelência, verdadeiros quadros ao alcance de quem não se fica por um resort de Varadero ou hotel em Havana. Acresce ainda o país ser um verdadeiro museu automóvel e apesar da degradação das casas, manter um aspecto pitoresco nas cidades, vale a pena além da visita obrigatória ao centro de Havana, passar por Santiago ou Trinidad.

Não existe bloqueio algum em Cuba, isso aconteceu nos anos 60 quando a marinha norte-americana impediu a passagem de qualquer navio durante a crise dos mísseis e o mundo esteve à beira da guerra. Existe sim um embargo económico e financeiro por parte dos EUA, que é um colossal ...


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres