De Estado de sítio; Predadores de Portugal. a 15 de Maio de 2014 às 11:36
Para que serve um secretário de Estado da Cultura?

Ministério das Finanças trava classificação de imóveis do Estado como monumentos nacionais para poder vendê-los.

⇒ Miguel Abrantes à(s) 12.5.14 CamaraCorporativa
------
Estado de sítio
------• João Caraça, Estado de sítio:
«Portugal está cercado. Não por tropas estrangeiras que se preparam para violar as fronteiras e controlar as instituições e os órgãos de soberania, mas cercado por fora e por dentro

Por fora, por grupos de exploradores que sabem como acumular capital à distância.
Por dentro, pelos homens e mulheres de mão que esses grupos comandam e que instalaram nos centros de decisão política, económica, financeira e nos media.
Esses autênticos robots ou drones mortíferos sem moral nem outros princípios que não sejam os da cega obediência aos novos senhores do capital terão a breve trecho a sua recompensa em cubos de açúcar dourado extraído à custa do nosso labor e das nossas penas.

Em tempos de guerra como estes em que vivemos não podemos absolutamente acreditar na propaganda deles nem perder tempo com a desinformação.
A riqueza do nosso país medida em termos do PIB era, em 2007, de 169 mil milhões de euros;
em 2013, após estes anos de crise financeira e económica que nos sufoca, não produzimos mais de 166 mil milhões de euros.
Ou seja, Portugal perdeu seis anos! Andámos para trás.

Claro que nestes seis anos os juros dos empréstimos contraídos foram prestimosamente pagos pelo país aos seus credores, ajudando a manter e continuar o negócio do capital.
Isto é, o capital financeiro internacional ganhou seis anos! Safou-se.

O euro não saiu mais fraco, está bem forte, pelo contrário, afirmou Jean-Claude Trichet numa reunião na Fundação Calouste Gulbenkian, em Paris, no passado dia 30 de Abril.
Não conseguiu, é certo, tornar-se uma moeda de referência como o dólar. Mas não entrou em colapso e está de boa saúde outra vez.
O que se passou, então? (…)»
⇒ Miguel Abrantes à(s) 13.5.14


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres