6 comentários:
De Zé das Esquinas, o lisboeta a 29 de Julho de 2015 às 13:50
Ontem na TV líder do Bloco de Esquerda foi clara na lição que o seu partido tirou da crise grega: "Um Governo tem de estar preparado para romper com a união monetária, o mesmo é dizer, Portugal tem de ter um plano B que implique a saída do euro. A "união monetária pode ser um problema", se as suas regras só servirem a Alemanha e não os interesses da economia de Portugal, disse a dirigente bloquista, que assumiu a urgência de renegociar uma reestruturação da dívida.


De Je a 30 de Julho de 2015 às 18:18
Devia ser bonito! Um pais que importa quse tudo que consome ver no minimo duplicado o valor desses bens, sem qualquer contrapartida, seria uma atitude sensata, tao sensata que ate os gregos apos tantas ameacas tudo fizeram para nao sair do euro.
Enquanto o pais tiver este tipo de visao e continuar sem nada aprender nao e dificil adivinhar maus momentos para portugal.
O Socrates investiu no investimento publico, resultado: aumento do endividamento e quase bancarrota do pais ( temos e verdade 2 autoestradas e meia para o porto, montes de rotundas, um parque escolar nalguns sitios razoaveis e infraestruturas megalomonas que nao funcionam por falta de verba) eis a receita do bloco de esquerda e tambem de um largo setor do PS


Comentar post