De desgoverno, neoliberalismo e caos U.E. a 5 de Dezembro de 2014 às 16:39
--- (des)Governo toxicodependente, Comunismo/socialismo f., neoliberalismo selvagem, e U.E. à beira do caos...

(por Carlos Barbosa de Oliveira , Crónicas do Rochedo, 5/12/2014)

--------------------------------------------------------
--------- A Europa à beira do caos ?

Cameron (PM do R.U.) ameaça sair da UE em 2017.

Marine Le Pen garante que, se for eleita para o Eliseu em 2017, irá fazer um referendo para que os franceses se pronunciem sobre a continuidade na UE.

A pergunta óbvia é: para que nos serve continuar na UE, se Inglaterra e França a abandonarem? Aspirar a ser apenas uma colónia de férias para alemães gordos e bêbados é ambição curta para um país com 900 anos de História.


-------- O comunismo é f.....!

O comunismo é uma coisa muito má.
Nos países comunistas comem-se criancinhas ao pequeno almoço
e os velhos, assim que atingem a idade da reforma, são colocados em fila de espera, para lhes ser ministrada uma injeção atrás da orelha que os leva desta para melhor.
É assim que os comunistas asseguram a sustentabilidade da segurança social.

O (neo)liberalismo selvagem, por outro lado, é uma coisa maravilhosa.
Incentiva a liberdade individual, considera o Estado um empecilho que impede os empreendedores de prosperarem
e concede aos que estão próximos da esfera governativa a fuga aos impostos, a colocação do dinheiro a salvo em off shores,
o roubo certificado da classe média
e a escravidão dos pobres.

Eu sei que o liberalismo é uma coisa muito boa e o comunismo é fodido mas, como tenho um QI muito baixo, não gosto do liberalismo.
Sou tão estúpido que até estou convencido que, quando o liberalismo selvagem que venera o mercado como um deus triunfar, as pessoas vão reclamar a protecção do Estado.


-------- O governo é...(2)

Como um toxicodependente.
Quando precisa de uma dose para alimentar o vício,
rouba as jóias da família
e vende-as ao desbarato.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres