3 comentários:
De Izanagi a 8 de Novembro de 2014 às 01:16
assobiaram para o lado enquanto as populações que os elegeram eram pura e simplesmente roubadas?

A mer** é que é essa mesma populção que os reelege. Isto só pode significar que estão satisfeitos por serem roubados. Do que é que alguns (poucos9 se queixam? Dos que roubam ou daqueles que elegem para serem roubados?
Começa a não haver paciência para tanta estupidez.
Isto já não vai com palavras


De DesGoverno, Taxas, Ricos, ... a 12 de Novembro de 2014 às 11:07
----- Taxas, taxinhas, impostos, ...
À atenção de Pires de Lima

Durante a rábula juliomatosiana de sexta feira, Pires de Lima garantia que o governo resistiu à aplicação de taxas e taxinhas.
Uma leitura do OE 2015 desmente o ministro das cervejas. Além de não resistir a novas taxas e taxinhas, o governo agravou algymas das já existentes. Talvez não seja uma lista exaustiva, mas para amostra não é má, pois não?

Aumento da taxa sobre os resgates dos PPR;

Criação da Fiscalidade Verde, um novo imposto com muitas potencialidades para assaltar os nossos bolsos;
Agravamento de 3% do imposto sobre o álcool e bebidas alcoólicas;
Alargamento dos produtos sobre que incide o Imposto sobre tabaco;

Criação do novo imposto sobre a generalidade das transações financeiras que tenham lugar em mercado secundário;
Aumento do imposto de Contribuição Extraordinária sobre o sector Bancário;
Criação do imposto de carbono sobre o consumo de combustíveis;
Criação da Taxa sobre os sacos de plástico;
Agravamento das taxas do Imposto Sobre os Veículos;
Aumento do IMI;
Aumento do IUC.
... ... ...
Convém ainda lembrar que todas estas taxas e taxinhas vão ao bolso dos portugueses, enquanto as que foram introduzidas em Lisboa, por António Costa, afectam essencialmente os turistas. Mas, sobre isso, escreverei mais tarde.
e ...
várias cidades (e aeroportos) europeus e ... cobram taxas (de entrada, estadia e/ou de saída) aos estrangeiros. ex: Bruxelas 5€, Copenhaga 4€, Catalunha 6€, ... Roma, Veneza, Mauricias, ...

------
A Min.Finanças disse ontem que havia poucos ricos em Portugal, por isso TINHA de ser a CLASSE MÉDIA a PAGAR a crise.

A lata desta mulher é infinita e dava para abastecer os sucateiros todos do país.
Se ela acha que há poucos ricos em Portugal, aconselho-a a ler isto: http://cronicasdorochedo.blogspot.pt/2014/10/quem-quer-ser-milionario.html
DE esclarece que, para além dos 10777 milionários criados este ano ( pessoas com uma riqueza superior a 1 milhão de dólares), Portugal criou mais 10395 em 2013. Quer isto dizer que, em apenas dois anos, este governo criou 30% do total de milionários portugueses. E pensar que há por aí uns energúmenos a dizer que este governo lançou o país na pobreza!
...


Comentar post