De Má gestão, privatarias, bangsters,...MG. a 10 de Novembro de 2015 às 16:07
-------- Também no Montepio G. ?!!! :
. Má gestão/ administração (bangsters) e manipulação de processos eleitorais na Associação Mutualista e na Caixa Económica/ banco do MG .
. Que interesses (privados, governantes neoliberais, baronetes sociais e económicos, ... ) dominam e querem manter o poder (e 'sacar'), a todo o custo?
---------------
(via:
http://luminaria.blogs.sapo.pt/tag/montepio ;27/05/2015; «'Privatarias'/ 'bangsters' continuam ... 2012, ...13 ,...14, ...15, ... ?!!.... » )


-- O que há de errado no Montepio (MG) ?

(para se falar na alteração de estatutos e na separação da Assoc. Mutualista e da Caixa Económica/Banco Montepio.
? Que lutas ou tentativas de controlar + Tachos, há por parte dos boys do centrão de interesses ?.
? Ou será para esconder a má gestão e os cambalachos de alguns 'meritosos barões' desta praça neoliberal e de 'bangsters' amadores ? )
----

«O antigo ministro das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, revelou esta terça-feira que recusou o convite que lhe foi endereçado por António Tomás Correia, actual presidente do Montepio Geral, para assumir a liderança do banco mutualista.

"No início de Novembro de 2014, o Dr. Tomás Correia, presidente do Montepio Geral, deu-me conhecimento que esta instituição teria que, dentro de alguns meses, proceder a alterações no seu modelo de governação.
Quis, na altura, saber da minha disponibilidade para integrar a solução que viesse a ser delineada para a Caixa Económica", informou em comunicado o antigo governante.

"Em Março deste ano, [Tomás Correia] renovou aquele convite, uma vez que a Caixa Económica iria proceder a uma alteração dos seus estatutos que implicaria, neste Verão, uma mudança nos seus órgãos de governação", sublinhou.» -[Público]

Parecer:
Paira algo no ar.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Espere-se para ver.»

( 27/5/2015, http://jumento.blogspot.pt/ )


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres