2 comentários:
De Bandeira Mal enforcada ... a 26 de Junho de 2014 às 16:41
Bandeira (mal) enforcada

Ricardo Araújo Pereira, a propósito do enforcamento da bandeira nacional:

«Se o artista queria criar uma boa metáfora sobre o estado do País,
colocava a corda ao pescoço de um funcionário público ou de um reformado, como faz o Governo,
e não incorria em qualquer crime. (...)
Uma lição para Elísio Menau.

Não é a única lição que este delinquente precisa de aprender. A bandeira nacional não serve para fins artísticos.
A bandeira nacional é sagrada e destina-se apenas a propósitos mais altos,
como vender cerveja em anúncios televisivos,
ser desfraldada em varandas em apoio de jogadores de futebol,
ou enfeitar lapelas de governantes enquanto eles desempenham a nobre missão de confiscar salários.»

Na íntegra AQUI. : «A arte a meia haste»,
http://entreostextosdamemoria.blogspot.pt/2014/06/visao-2662014-p98.html


De Res Pública acima de legalismos bacocos a 24 de Junho de 2014 às 09:51

Parece que a GNR local (ou alguém por trás a obrigou a agir assim,,,) cumpriu o seu dever numa estrita interpretação da lei.

Já o Ministério Público (entidade defensora dos interesses e lei do Estado), parece que não vai avançar com acusação contra o artista/autor da bandeira em forca.

Conclusão:
parece que desta vez o bom senso ganhou : a RES PùBLICA está acima dos seus símbolos e de "papistas" ou de autoritarismos ou agentes bacocos...


Comentar post