De Eleições e Abstenção na GB. e TAP. a 11 de Maio de 2015 às 15:50
Falta de assunto (eleições na GB)

( http://derterrorist.blogs.sapo.pt/ 7/5/2015)

... A segunda categoria "a mulher do outro é sempre melhor que a minha",
caladinha, quase sem respirar para não mexer os lábios não vá alguém pensar que querem dizer alguma coisa,
a esfregar as mãos de satisfação dentro dos bolsos, contentinha da silva por a ABSTENÇÃO ter sido de tal forma ELEVADA que BENEFICIOU o partido (Conservador) que convinha beneficiar,
para a próxima fazemos as eleições a uma segunda-feira a seguir a um fim-de-semana de 3 dias com feriado na sexta.


Porque é que nós não temos um Guardian, um Independent ou um Telegraph? Falta de assunto é isto.
----------

«[...] um dia se perceberá porque é que
"esta legislatura tem sido devidamente esticada para que este Governo, à última da hora,
possa fazer tudo aquilo que em desespero está a procurar fazer"».

«Quanto mais tarde melhor». Já somos dois.

--- TAP : greve contra Privatização

http://www.publico.pt/politica/noticia/costa-diz-que-a-legislatura-tem-sido-esticada-para-permitir-privatizar-a-tap-1695024

António Costa falava aos jornalistas à margem da visita ao Centro Tecnológico do Calçado de São João da Madeira, tendo sido questionado pelos jornalistas sobre a situação da TAP e o facto da venda da transportadora aérea se poder concretizar ainda nesta legislatura.
"Porventura alguém um dia perceberá porque é que esta legislatura tem sido devidamente esticada para que este Governo, à última da hora, possa fazer tudo aquilo que em desespero está a procurar fazer", disse.

O Governo PSD/CDS-PP tomou posse a 21 de Junho de 2011 - na sequência de legislativas antecipadas, por demissão do primeiro-ministro José Sócrates -
e manter-se-á em funções até a posse do executivo que sair das próximas eleições, que se deverão realizar em Outubro, de acordo com o prazo constitucional, totalizando mais de quatro anos de legislatura.

Para o líder socialista, "tudo o que se passa com a TAP desde o princípio é mau",
acusando o Governo liderado por Passos Coelho por "à última da hora" ter acordado "mal" para um problema".

"O próximo Governo do PS tudo fará que esteja ao seu alcance e que ainda seja possível fazer para assegurar que a TAP não tenha a maioria do capital privatizado", garantiu, considerando que a TAP "é a empresa estratégica fundamental para garantir a soberania nacional".

António Costa insistiu na ideia de que "é um enorme risco se o Governo privatizar mais do que 50% do capital da TAP", considerando que esta opção do executivo "é errada".

Sobre o facto de Pedro Passos Coelho ter colocado em causa, quarta-feira à noite, no aniversário do PSD, a credibilidade do plano macroeconómico do PS, o líder socialista foi peremptório: "Ele não conhece o plano".

"O dr. Pedro Passos Coelho fazia bem em ler os documentos do PS em vez de ler as autobiografias que se escreve a seu respeito", afirmou apenas, perante a insistência dos jornalistas.

António Costa foi ainda questionado sobre a promessa feita quarta-feira de que iria mexer nos escalões do IRS para diminuir a carga fiscal sobre o trabalho caso vença as legislativas deste ano, explicando que se trata de uma "correção estruturada dos escalões do IRS de forma a aumentar a sua progressividade e de forma a assegurar uma regra fundamental da justiça fiscal: quem tem maior capacidade pagará mais, quem tem menor capacidade pagará menos".

"Não quero assumir neste momento nenhum compromisso relativamente a essa matéria [para quantos escalões passará] porque só trabalhando por dentro com a máquina fiscal é possível ter um acertado desenho de escalões", disse apenas.


De Contra Neoliberais e Vampiros. a 11 de Maio de 2015 às 17:17

CANDIDATOS A EMPREGO

É este panorama que se está a construir para os vindouros.

O caso do rapaz espanhol que foi a uma entrevista para emprego, é bem um paradigma do que se passa com os jovens portugueses nessas condições e espelha bem o resultado das políticas de liberalismo económico,
de que a direita do PPD/PSD e CDS/PP tanto gostam, com as privatizações de sectores produtivos que produziam bons lucros para Estado (agora para privados, 'desnaturados' e estrangeiros),
a cada vez maior concentração de capital nas mãos de uns poucos, fazendo-nos depender deles, com os carteis, monopólios, etc.

Antes de votar, pensem bem em vós, nos vossos filhos, no futuro!
VOTEM, MAS VOTEM TODOS
( PORQUE AO CONTRÁRIO DO QUE DIZ A PROPAGANDA,
OS PARTIDOS NÃO SÃO TODOS IGUAIS ) !

VOTEM CONTRA AS POLÍTICAS DA DIREITA DO PPD/PSD E CDS/PP !!!

Reencaminhem para todos os vossos contactos...


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres