De .Estacionamento Vegetal. a 5 de Junho de 2015 às 10:23
http://viasfacto.blogspot.pt/
por Miguel Serras Pereira, 4/6/2015

O João Bernardo acaba de me fazer chegar às mãos o seguinte comunicado do Estacionamento Vegetal cujas concepções radicalmente fracturantes seria uma animalidade não tentar divulgar o mais amplamente possível. Aqui fica, pois. :

------------Comunicado do ------------

ESTACIONAMENTO VEGETAL


Em nome da protecção aos animais tem havido muitas pessoas, e em número crescente, que apelam para o genocídio dos vegetais.
Apresentam-se com orgulho sob o título de vegetarianos e pretendem estar na vanguarda dos bons sentimentos,
quando na realidade se divertem a sacrificar os mais débeis de entre nós, aqueles que não podem fugir.

Para cúmulo do sarcasmo, essa gente funda «movimentos». «Movimento» dos direitos dos animais, «movimento» de defesa dos cães, «movimento» de protecção aos caracóis, «movimento» disto e mais daquilo, quando na verdade a própria noção de movimento carrega consigo toda a agressividade e petulância do reino animal.

Por isso nós, os defensores dos vegetais, decidimos fundar não um movimento mas um estacionamento.
Um estacionamento porque pretendemos aprender com os vegetais a ter raízes.
Pretendemos aprender com as flores a fazer amor à distância e sem sair do lugar, soprando o nosso pólen.
Pretendemos aprender com as árvores a lançar a sombra em nosso redor, sem a impor mais longe.
O estacionamento vegetal é uma escola de respeito pela tradição e de respeito mútuo.
Por isso o estacionamento vegetal corresponde ao leque de ambições do multiculturalismo.

Chegou a hora de dizermos:
Basta!
Chegou a hora de pôr fim às atrocidades de um reino animal que, directa ou indirectamente, sustenta o seu parasitismo à custa dos vegetais.
Numa primeira fase, trata-se de eliminar os animais que se alimentam de vegetais.
Numa segunda fase, bastarão os animais carnívoros para resolver o resto do problema.

Vivam as saladas!


Estacionamento Vegetal

--------
joão viegas disse...

Delicioso.
Mas repara que as tentativas de conferir personalidade juridica aos animais também podem ter algumas virtudes.
Por exemplo, tornariam possíveis acções judiciais contra os cães que mijam em cima das flores, por atentado à dignidade...

----- anónimo :

. A favor do reequilíbrio da Natureza de "baixa intensidade", da Harmonia (e desarmonia pontual, limitada), do Humanismo, da Justiça, da Liberdade e da Paz;

. A favor de menos Consumo (vegetal, animal, mineral, industrial, serviçal, ... e temporal/ pressa/stress);

. A favor do 'Devagar' (slow food, slow dance, ...) para errar menos gravemente;

. A favor do Sorriso e ...

Se fazem favor ...
(se não, .... vão já fazer tijolo!)


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres