De Fora com a Cleptocracia Angolana. a 8 de Abril de 2016 às 16:00
Uma sugestão para o povo angolano

(08/04/2016 por João Mendes, Aventar)

Depois do empréstimo do Banco Mundial, o governo angolano anunciou que irá agora pedir ajuda ao FMI.
O petróleo está em baixa e o dinheiro para manter as elites balofas de Luanda começa a escassear,
apesar das fortunas fabulosas que os apaniguados do regime continuam a deter e que hoje crescem e se multiplicam por diferentes lavandarias por esse mundo fora, como é o caso do nosso país.

Perante a necessidade de se resgatarem das suas elites políticas,
tal como países como Portugal ou Grécia foram forçados a fazer,
quero endereçar daqui uma sugestão aos mais de 24 milhões de cidadãos angolanos, a maior parte dos quais
vítimas da cleptocracia
que transformou Angola num dos países mais desiguais do mundo, onde mais de 40% da população vive abaixo do limiar da pobreza:
privatizem a corte do presidente Eduardo dos Santos.
Privatizem a Isabel, privatizem o Vicente e privatizem os generais.
Todos juntos devem chegar para saldar as vossas dívidas, construir uns quantos hospitais e escolas e
ainda deve sobrar para que os vossos oligarcas continuem a viver melhor que vocês.
E o FMI adora privatizações. Não tanto como o anterior governo português, é certo, mas ainda assim o suficiente para que fiquem todos felizes e contentes com a vossa nova parceria.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres