CARRIS | E O «ZÉ» PAGA...



Publicado por [FV] às 12:43 de 20.10.11 | link do post | comentar | ver comentários (2) |

POLÍTICAS SÉRIAS, PRECISAM-SE!



Publicado por [FV] às 11:17 de 18.10.11 | link do post | comentar | ver comentários (1) |

POLÍTICOS A SÉRIO, PRECISA-SE!



Publicado por [FV] às 12:36 de 17.10.11 | link do post | comentar | ver comentários (2) |

O capitalismo de especulação financeira, um câncer em estado terminal.

 

Segundo opinião do professor Santiago Niño-Becerra a Europa, sobretudo a zona euro, atravessa uma crise como se de um “cancro terminal” afectasse um qualquer corpo humano.

Este estudioso das questões económicas, numa das universidades de Barcelona, considera que, por ora, se está "improvisando". Depois do verão chegará o momento da verdade.

Pelos vistos a Espanha poderá aguentar-se até decisões globais serem tomadas, provavelmente, em Janeiro próximo. Depois cairá, seguindo as outras debilitadas economias que foram ruindo como baralhos de cartas ou castelos construídos em dunas de areia.

A crise sistémica em que o euro se embrulhou, por clara inépcia dos seus próprios responsáveis, as elites governativas, constitui, em si mesmo, um colossal passo para o abismo e morte do paradigma especulativo.

O que virá a seguir terá de ser algo que substitua as economias bolsistas, também, em tempos idos apelidadas de economias de casino.

Quando o sistema bancário e financeiro saiu do seu normal percurso de apoio à economia real, baseando-se no correspondente valor dos bens, se embandeirou em percursos mafiosos, corruptos e especulativos criando economias virtuais, que subverteram as regras do jogo económico, indo ao ponto de aceitar lavar dinheiro sujo proveniente de negocios escusos, os resultados nunca poderiam ser, como está à vista, até dos mais ignorantes, duradouros nem positivos.

O cancro, de tais práticas, alastrou-se, minou governos e governantes, destruiu empresas e empresários, atirou trabalhadores para fora do mercado de trabalho, empurrou muitas famílias para a fome e miséria, é preciso substitui-lo.

Esta ordem mundial, consubstanciada num sistema de absurdo capitalismo e de obtusa especulação financeira, tem de dar o lugar a novos paradigmas de relacionamento económico e social, entre os povos e ao nivel mundial, sub pena de completa autodestruição da própria civilização mundial.

Manter ou mudar, eis a questão. Compete-nos fazer escolhas. Se calhar, nessas escolhas, teremos de assumir certas rupturas “acto inter vivos” por “aberratio personae”, visto que os errantes são “caras de pau” e não conseguem reconhecer o erro e os mortos já não falam.



Publicado por DC às 09:36 de 19.07.11 | link do post | comentar | ver comentários (2) |

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO