LUSOPONTE: As parcerias dos nossos impostos

Tanta lábia e sem-vergonhice, só a pão e água

Um desses moços deputados da Assembleia da república teve o descaramento de vir dizer à Comunicação Social que nenhum contribuinte ficava prejudicado num cêntimo sequer, por a empresa que explora as portagens das pontes 25 de Abril e Vasco da Gama ter cobrado a portagem durante o mes de Agosto.

Então a empresa cobrou as portagens durante o mês em que era habitual não o fazer (eu paguei as poucas vezes que lá passei e quem passou muitas teve de pagar tantas quantas as passagens) e se recebeu a indemnização paga pelo dinheiro dos nossos impostos, como se nada tivesse cobrado (ou seja recebeu duas vezes o mesmo serviço prestado) e há no governo quem diga que a correcção só se fara a quando da revisão do contrato e na AR quem diga que os portugueses não são prejudicados?

Estes políticos deveriam ir a tribunal (como na Islândia) e condenados a passar uns meses dentro de um poço a pão e água.

 



Publicado por DC às 15:08 de 08.03.12 | link do post | comentar | ver comentários (1) |

Fortunas, impostos e fugas de capitais

Publicou recentemente o jornal “Expresso” que De janeiro a maio saiu de Portugal mais de €1,3 mil milhões em direção a paraísos fiscais (off-shores), segundo os últimos dados do Banco de Portugal. Um valor recorde face aos €165 milhões que saíram do país em igual período de 2010 e que corresponde a um aumento de 700%. Para isso poderá ter contribuído o pedido de ajuda financeira de Portugal à União Europeia e ao FMI feito em março. Até porque o mês de março concentrou, em termos montante de dinheiro (€440 milhões), a maior saída nos cinco meses em análise. O receio quanto a medidas de austeridade e regras que penalizassem as poupanças poderá ter sido um dos motivos mais relevantes. Desde 1996, ano em que começou a haver dados relativos à saída de capitais para off-shores, apenas em 2009 se verificou um regresso dos capitais que haviam saída — €1000 milhões.“

É sabido, o estranho é que não se conheçam quaisquer acções de investigação e qualquer constituição de arguidos, que em escritórios de certos (honrosos) advogados pouco mais seja feito do que negociar, a troco de determinada percentagem, a colocação de avultado pecúlios em tais paraísos fiscais. Alguns desses (prestigiados!?) advogados dedicam-se, quase em exclusivo, no assédio angariador de potenciais clientes que, dispondo de algumas poupanças, lhes trará maiores vantagens coloca-las a salvo das “maquias” que em cada ano se deve contribuir segundo o compromisso assumido pela relação contratual entre os cidadãos e o Estado, dado os bens por este, colectivamente, assegurados e conforme, muito apropriadamente, escalpelizado por Thomas Hobbes e Jean-Jacques Rousseau nos séculos XVII e XVIII.

Depois das declarações proferidas pelo investidor norte-americano Warren Buffet que, num artigo de opinião publicado no dia 15 no jornal "New York Times", propondo que o Fisco parasse de "mimar os milionários" e lhes aplica-se medidas idênticas às aplicadas aos demais cidadão americanos. Depois de proferidas as deflações feitas por certos privilegiados cidadãos franceses, o mínimo que se exige é que os políticos tomem medidas de conformidade

Por isso os proponentes da criação de um imposto especial sobre fortunas financeiras e patrimoniais deverão igual e simultaneamente propor normas e mecanismo de controlo que impeçam fugas de capitais bem como a taxação dos valores envolvidos nos contratos desportivos. A não ser assim a manta legislativa ficará ainda mais curta e o que se cobrir na cabeça ficara destapado nos pés e a riqueza continuará a escapar-se por entre papéis muito bem urdidos em escritórios de certos advogados legisladores.

Não nos queiram continuar a enganar de forma tão obtusa, desonesta e desrespeitosa. O povo pode acordar e um destes dias revolta-se, sem apelo nem agrado mas com muito agravo.



Publicado por DC às 08:54 de 29.08.11 | link do post | comentar | ver comentários (7) |

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO