De Predadores vs Esquecidos: refugiados ... a 14 de Julho de 2015 às 11:57
Os esquecidos

(14/07/2015 por José Gabriel, Aventar)


No meio de todos os debates cá e lá, das tempestades noticiosas, dos ruído dos predadores tentando dilacerar as presas, não se ouvem novas desta singela e nobilíssima realidade:
na hecatombe trágica dos salvos e mortos do Mediterrâneo, muitos deles
vítimas das “primaveras” patrocinadas pela gula imperial,
quase todos os náufragos são recebidos pela Grécia e pelo Sul de Itália, áreas de que sabemos bem as carências e o desespero,
mas também uma capacidade de solidariedade que é uma lição para as fortalezas do Norte
, cujos navios chegam a recolher refugiados que, em vez de serem conduzidos para o país “salvador”, são imediatamente entregues a estes dois países e esquecidos, melhor, recalcados.

Assim, Grécia e o Sul de Itália vão acumulando um número gigantesco de refugiados,
enquanto a Europa finória vai garantindo que pensará no assunto.
Quando tiver tempo e uns trocos nos bolsos.

Ou meios para construir muros, que é sempre um recurso dos imbecis.
Enquanto sangram a vitalidade dos acolhedores em operações da mais vil chantagem.

Dos nobres valores alardeados pela Europa, vai sobrando só o da moeda que – ironia do destino – foi inventada pelos gregos ancestrais.
Entretanto “os tiranos fazem planos para mil anos”, como dizia o poeta.
Sem ver que o fim pode estar para muito mais cedo.
Se deixarmos.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres